Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > O que é? > Últimas notícias > Alunos do IFSP/Sertãozinho conquistaram 11 medalhas em olimpíada de astronomia e 3 medalhas em mostra de foguetes
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Alunos do IFSP/Sertãozinho conquistaram 11 medalhas em olimpíada de astronomia e 3 medalhas em mostra de foguetes

  • Publicado: Terça, 26 de Julho de 2022, 19h41
  • Última atualização em Terça, 26 de Julho de 2022, 19h58
  • Acessos: 374

O câmpus de Sertãozinho do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP, conquistou 11 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) 2022, sendo: cinco medalhas de ouro, três medalhas de prata e três medalhas de bronze. Em 2021, foram 4 medalhas: duas de ouro, duas de prata. Em 2020 foram 8 medalhas: duas de ouro, três de prata e três de bronze. Em 2019, foram 5 medalhas sendo: uma de ouro, uma prata e três bronze e em 2018 foram 3 medalhas sendo: uma de ouro, uma prata e um bronze.
A OBA é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e tem como principal objetivo fomentar o interesse dos jovens pela astronomia, astronáutica, física e ciências afins.
A prova conta com dez questões de múltipla escolha, envolve conhecimentos de física, astronomia e astronáutica e tem a participação voluntária dos estudantes. Este ano, ela foi realizada dia 20 de maio e contou com a participação de 35 estudantes do Instituto Federal de São Paulo - Câmpus Sertãozinho.
Os estudantes com maiores notas na OBA são convidados a participarem do processo de seleção das equipes internacionais. Ao final deste processo são selecionadas duas equipes que representam o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA).
Este ano também, outros três estudantes do campus conquistaram a medalha de prata na Mostra Brasileira de Foguetes (MoBFog). A MoBFog é uma olimpíada experimental que consiste em construir e lançar, obliquamente, foguetes a partir de uma base de lançamento, o mais distante possível. O combustível dos foguetes é uma combinação entre vinagre e bicarbonato de sódio. Por mérito do desempenho, essa equipe também foi convidada para participar da Jornada de Foguetes na cidade de Barra do Piraí, Rio de Janeiro, em setembro.
Desde 2018, algumas universidades passaram a reservar vagas para alunos premiados em olimpíadas científicas, entre elas a USP, UNESP e a UNICAMP, além disso, os estudantes premiados podem receber bolsas de Iniciação Científica Júnior da CNPq.

Confira a relação do recebimento de medalhas:

OBA:
OURO:

CAUÊ SPANGER
GUILHERME FARIA DA SILVA
MARIA JÚLIA AKEMI KOGURE MONFREDINI BESSA
NATASHA ALVES CAETANO
RAFAELA APARECIDA DA SILVA

PRATA:

GABRIELA APARECIDA DA SILVA
JOÃO PEDRO VIEIRA SECCO
RUAN BARROS FERREIRA

BRONZE:

AGATHA BIANCA SORIANO NOVAES
GABRIEL CARDOSO DE SOUZA
GUSTAVO CORRÊA DE PAULA SANTOS

MOBFOG:
PRATA:

FELIPE RAMACHOTI NEVES
HÉLIO VINÍCIUS BIZIO CORRÊA
HENDRUS SANTOS DE SOUZA

capa

WhatsApp Image 2022 07 21 at 212348

WhatsApp Image 2022 07 21 at 212348 2

WhatsApp Image 2022 07 21 at 212348 3

registrado em:
Fim do conteúdo da página