Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Indicação Geográfica da Cerveja é tema de reuniões no IFSP Sertãozinho

  • Publicado: Terça, 26 de Março de 2019, 16h20
  • Última atualização em Terça, 26 de Março de 2019, 16h26
  • Acessos: 604

No último dia 13, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estiveram no campus Sertãozinho para uma reunião com membros do Grupo de Estudos e Pesquisa em Tecnologia Cervejeira (GPCERV) e do SEBRAE, sobre as possibilidades de colaboração entre os órgãos em relação aos estudos sobre a Indicação Geográfica da Cerveja da região de Ribeirão Preto. Na ocasião, o Auditor do MAPA, Francisco Mitidieri, informou que está sendo construído um Fórum das Indicações Geográficas de São Paulo, e convidou o IFSP Sertãozinho a participar. No período da tarde, a reunião continuou na ACIRP (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto) e contou também com a presença da FEA-USP, Supera Parque Tecnológico e do Polo Cervejeiro de Ribeirão Preto. Durante o evento, o Coordenador de Indicação Geográfica de Produtos Agropecuários do MAPA, Wellington Gomes dos Santos, ministrou uma palestra sobre aspectos da Indicação Geográfica e sobre Marcas Coletivas, e todos os presentes puderam discutir e tirar suas dúvidas. Para o coordenador do grupo de estudos sobre a Indicação Geográfica da Cerveja, Prof. Jean Rodrigues, o evento foi muito produtivo e possibilitou a troca de informações e alinhamento entre as várias entidades presentes.  Os estudos sobre a Indicação Geográfica da Cerveja da região de Ribeirão Preto iniciaram-se com a aprovação da proposta do câmpus Sertãozinho no Edital INOVA IFSP nº 663/2018, em outubro de 2018. De lá para cá, foram realizadas diversas reuniões do Grupo de Trabalho que conta com as das entidades citadas acima, e no dia 20 de março foi publicado o Acordo de Cooperação Técnico-Educativo entre ACIRP e IFSP para elaboração do pedido de Indicação Geográfica (IG) conforme normativas do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Segundo Eduardo Mossim, Diretor Geral do câmpus Sertãozinho, o projeto é uma das várias ações do câmpus no sentido de promover o desenvolvimento regional, que é uma das missões do IFSP, buscando apoiar esse importante arranjo produtivo que envolve a região de Ribeirão Preto e Sertãozinho.

 

 305 1

Reunião no IFSP Sertãozinho. Da esquerda para direita: Eduardo Mossim, Maria José dos Santos, Gisele B. Massiano, Jean Rodrigues, Marcos Paron, Guilherme Fracarolli, Wellington Gomes, Francisco Mitidieri, Iroá Carvalho.

 

 

Reunião na ACIRP com a presença do de representantes do IFSP Sertãozinho, MAPA, SEBRAE, FEA-USP, Supera Parque Tecnológico e Polo Cervejeiro.

registrado em:
Fim do conteúdo da página